“Violão é tudo igual!”. Se você já ouviu essa afirmação, saiba que isso não passa de uma mentira! Existem várias diferenças entre os modelos mais usados do instrumento no mercado.

Cada tipo de violão possui características próprias no que diz respeito à estética e adaptabilidade. Isso ainda faz com que os tipos se diferenciem no que é mais indicado para um ou outro estilo musical.

É por isso que, na hora de comprar um violão novo é, você deve saber quais os tipos de violão mais usados. Quer entender melhor? A Alfibras te explica!

Violão Clássico


Aqui não tem muito mistério: esse tipo de violão é o mais conhecido, usado e vendido para músicos. O violão clássico é um modelo acústico e funciona com seis cordas (na maioria das vezes, feitas de nylon).

Além da facilidade em encontrar esse modelo, ele possui um custo mais baixo quando comparado aos outros tipos, e também é indicado para iniciantes graças à sua leveza e maciez.

Violão Folk


Com o corpo maior e mais “acinturado”, os violões do tipo folk também são bastante populares entre os músicos.

A maioria dos modelos desse tipo de violão funciona com a utilização de cordas de aço, podendo ser elétricos ou eletroacústicos.

Esse tipo de violão é o mais indicado para gêneros como pop e rock, já que gera um som mais encorpado, com timbre diferenciado.

Violão Flet


A palavra flat, do inglês, pode significar “plano” ou “liso”. É justamente essa a principal característica desse tipo de violão: sua caixa acústica é bastante fina!

O violão flet é muito utilizado por músicos profissionais e na maioria dos casos é tocado com cordas de nylon. O timbre gerado por esse tipo de violão é mais suave.

Vale lembrar que, por ser encontrado quase sempre em modelos elétricos, precisa de amplificação.

Violão Jumbo


O violão jumbo ficou famoso nas mãos de Elvis Presley, mas, apesar de ser bem parecido com o tipo clássico, a grande diferença está em seu corpo mais largo e na base mais arredondada.

É mais fácil de encontrar modelos eletroacústicos e com cordas de aço. O som gerado pelo violão jumbo é mais grave e encorpado.

Violão 7 Cordas


Conhecido como o violão brasileiro, já que é indicado para acompanhar gêneros como o choro e o samba, esse tipo de violão não apresenta diferenças na sua estrutura quando comparado ao violão clássico.

Porém seu diferencial está na sétima corda, que costuma ser afinada de maneira mais grave que as outras seis. Isso exige um conhecimento do músico que for tocá-lo.

Violão 12 Cordas


Outro tipo de violão que também não apresenta diferenças na estrutura, o violão 12 cordas traz o dobro de cordas do que o clássico. Essas são agrupadas em duplas (metade delas afinadas com uma oitava acima).

Esse tipo apresenta ressonância plena e exige técnica e prática para poder pressionar duas cordas simultaneamente.

Violões Zero, Duplo Zero e Triplo Zero


Esses tipos de violões são categorizados como Parlor, com estruturas menores e sendo mais indicado para uso casual e não tanto profissional.

Entre os três tipos, o violão zero é o menor, com uma estrutura confortável para tocar por bastante tempo.

Já o duplo zero é um pouco maior, apresentando uma boa sonoridade e sendo indicado para técnicas de fingerstyle.

O triplo zero possui tamanho intermediário e gera um timbre mais peculiar.

Agora que você conheceu os tipos de violão, já conseguiu escolher o seu? Vem na Alfibras que a gente te ajuda!

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

You May Also Like